FC Porto de Sérgio Conceição é chapa 16

E já está. O FC Porto de Sérgio Conceição é chapa 16

Todos sabemos que o treinador do FC Porto disse, a seguir ao jogo com o Benfica, que aquela talvez fosse a última derrota da época. O que não esperávamos era ganhar os 12 jogos a seguir a esse, em todas as competições. E igual o recorde máximo alguma vez feito na Champions pelo FC Porto. 16 pontos. Mas há mais um 16 em vista…

Um jogo limpo, concentrado mas com gestão

Sérgio promoveu mudanças no onze, mudanças que deixavam de fora titulares habituais e em todos os setores houve mexidas. No entanto, o renascer de um nome fez o meio campo ficar fechado e deu pormenores de classe. Claramente a exigir minutos: Sérgio Oliveira.

A nível defensivo Felipe, que até anda numa forma bastante baixa, foi o melhor da linha defensiva. Isto diz muito do comportamento dos defesas do FC Porto. Maxi é um jogador que já não consegue estar num nível de Champions. Diogo Leite tremeu com o ambiente e até Alex Telles estranhou o regresso a uma casa que já foi sua.

No entanto, o meio campo do FC Porto acalmou o jogo, os níveis de concentração estiveram altos e o Gala nunca fez mossa. Marcou, é verdade, mas o FC Porto tinha tudo a seu favor. A luta e vontade de querer os 16 pontos. Jogaram para passar, mesmo sem precisar de pontuar. A vitória foi limpa e Hernâni foi o MVP. É verdade, o sem abrigo do FC Porto conseguiu arrancar o penálti e assistir para o segundo golo com cabeça. Esperou o momento certo e brindou Sérgio Oliveira.

A gestão feita acabou por dar frutos e o FC Porto mostrou que pode combater ombro a ombro com os famosos tubarões da Europa. Na 6f há sorteio. O que virá? Até lá, há mais recordes para bater…

Os 16 que faltam!

Depois dos 16 pontos agora o objetivo são os 16 jogos consecutivos a vencer. A marca que Sérgio Conceição com certeza quer. Apesar de haver uma pequena desvalorização com os recordes, deixar a sua marca na história do clube é realmente fundamental. O Santa Clara é o primeiro alvo a abater. Mas não será fácil.

O ex-treinador dos castores, a equipa que só deu 25min de tempo útil ao FC Porto na última época, está pronta para voltar a tramar o campeão nacional. Em sua casa, os açorianos vão querer levar a melhor. O FC Porto fez descansar as armas habituais, e com certeza vai querer bater o pé frente à única equipa da primeira liga a representar os Açores.

Com essa vitória, o FC Porto da mais um passo, com 13 vitória consecutivas. Estou ansioso para ver se o 4-3-3 mantém se ou vamos usar a fórmula de avalanche: 4-4-2. Surpreende-me Sérgio.

Gostou deste artigo? Por favor, compartilhe! E deixe o seu like no nosso Facebook! É muito importante para nós. Além disso, pode também, se desejar receber as crónicas em primeira mão, subscrever a newsletter (não fazemos spam).

[Total: 2    Average: 3.5/5]