O nosso árbitro preferido

Durante vários anos, todos nós ficávamos indignados com o que acontecia nos jogos do SL Benfica que eram arbitrados pelo Bruno Paixão. Ou nos jogos do FC Porto onde tínhamos o pesadelo de ter o mesmo Bruno.

Eram jogos castiços

Na Luz jogava-se com 14 jogadores contra 11. No dragão jogava-se com 11 (ou menos) contra 14. Eram jogos mesmo caricatos.

Francisco J. Marques volta ao barulho

Graças a Deus, o Francisco J. Marques teve a delicadeza de explicar essa questão na última terça feira. Então não é que o senhor Bruno andava na troca de e-mails eróticos com enteados do Benfica?

Mas que pornografia é esta?

Ainda há pouco tempo enchiam-me a caixa de entrada da minha paciência cheia de artigos do apito dourado. Processo arquivado e que parou a investigação em Leiria. Coisas estranhas. Mas os nossos amigos adeptos do clube que, obviamente, tem tudo menos corrupção, são mentalmente incapazes de analisar os factos e chamar os bois pelos nomes.

Pior, acham que venceram o treta (ups… queria dizer tetra), cheios de razão e peito.

E mais pormenores deste campeonato (sujo)

Aos poucos vamos desvendando estes pormenores, ou pormaiores, de campeonatos sujos. Ou pouco o FC Porto alerta sobre coação dos árbitros. Ou pouco o FC Porto desmascara o clube da “transparência”.

Se fosse eu, obrigava o Benfica a ir buscar os craques deles, Gonçalo Guedes e afins, e a jogar sempre com eles com o objetivo de baterem o recorde do Pizzi sem amarelos. Será possível?

[Total: 4    Average: 4.6/5]