Ora saudações meus caros internautas, eu sou o Álvaro Dentro Dos Campos e hoje pela primeira vez, escrevemos sobre a nossa querida seleção. Antes de mais, quero que nenhuma piada seja levada a peito, porque hoje vai ser sempre a bombar.

E se pensam que 3-0 foi um bom resultado, significa que não viram o jogo, porque até à equipa do lar de idosos de Mangualde conseguia pelo menos 3-0 contra está equipa. Por isso vamos lá começar antes que isto exploda.

Anthony Lopes-Com uma taxa de intervenções inferior às da NATO no Alentejo, Anthony Lopes teve mais tempo a ler o jornal e as revistas das fofocas do que propriamente no jogo, porque também não precisava de lá estar para ser sincero, mesmo que a Arábia Saudita criasse uma oportunidade iam falhar de qualquer das formas. Resumindo Anthony Lopes foi apenas fazer horas extraordinárias

João Cancelo-Fez uma boa primeira parte com meia dúzia de bons passes e oportunidades criadas. Ainda fez uns bons sprints aqui e ali, mas ainda a anos-Luz do grande, do enorme Douglas

Pepe-Entrou como capitão e pela primeira vez em milênios não recebeu nenhum cartão. Tentou ajudar a equipa a nível ofensivo nos lances de bola parada, mesmo assim, sem sucesso. Num jogo de solidariedade, podemos dizer que o ataque da Arábia Saudita foi isso mesmo, solidário para com a defesa

Neto-Nem sei para que me dou ao trabalho de continuar a escrever para a defesa, visto que já todos sabemos que não existiram durante o jogo.

Kevin Rodrigues-Com uma fantástica estatura de 54 centímetros e meio e um jogo de pés de uma criança de 8 anos, Kevin Rodrigues estreia -se pela seleção com um jogo, vá, um pouco para o abaixo da sua estatura. Com uns lançamentos fantásticos ( talvez das únicas qualidades ) e um ou outro bom passe a tentar ajudar a equipa Kevin demonstrou que nem todos conseguem ser o lateral esquerdo da seleção, a menos que o treinador seja Jorge Jesus, ai até Éder é um “Gandes Laterales Esquerde”

Danilo Pereira-Um jogo de eleição para o jovem do Porto. Logo aos 3′ criou um lance de pura magia com um calcanhar aqui, um domínio de peito ali e um cruzamento certeiro para ali, infelizmente cerca se 12 minutos depois, nesse mesmo local demonstrou que afinal não é assim tão genial e caracterizou um lance caricato que nem o grande Yanick Djalo conseguiria reproduzir a “finta” que o mesmo fez. Continuou o resto do jogo muito bem, com bons passes, bons sprints e até bons dribles

Manuel Fernandes-É verdade, depois de 7 anos fora, Manuel Fernandes volta à seleção e logo a marcar. Quanto às 1000 oportunidades falhadas e tentativas frustradas de construção de jogo, vamos esquecer isso e viver a vida momento a momento

João Mário- O novo Rui Costa/Deco/Yanick Djaló da seleção, isto é o seu maestro. Hoje demonstrou-se capaz de receber a papelada toda, arquiva-la e organiza-la alfabeticamente e depois ainda ter tempo para beber uns copos com os colegas. João Mário fez um grande jogo, com muitas boas oportunidades criadas, grandes passes, boas fintas, boas arrancadas e uma série de tentativas para dilatar a vantagem. 10/10

Bernardo Silva-Meu Deus do céu, quando encontrarem palavras para definir o jogo deste menino podem falar comigo. Para mim o grande craque da seleção, superando até o próprio Cristiano ( Gostos são gostos, não me matem ) Bernardo Silva criou uma quantidade tremenda de oportunidades para golo e jogadas de pura magia a saírem dos seus pés. Aos 51′ foi o maestro da fantásticos jogada do golo de Gonçalo Guedes sendo esta apenas  uma das milhentas jogadas fabulosas do mesmo. Palminhas do dia para este rapaz

André Silva-O Éder ainda me parece uma boa opção, ou o Nelson Oliveira. Não sei #MeteOMarega ou #MeteODala

Gonçalo Guedes-Já tinha saudades de ver este maravilhoso dumbo com algo vermelho no peito. Hoje calou mais 75% dos seus “Haters” fazendo um jogo cheio de qualidade. Aos 31’ num momento de pura genialidade digna do camisola 7 oficial Cristiano Ronaldo, fintou e fez a assistência para o golo de Mário Fernandes. Apesar disso pouco antes tinha escorregado dentro da área, cabecear para o nada, etc. Mas à exceção desses lances esteve fabulosamente bem. Conseguiu alcançar o golo aos 51’ depois de uma jogada de gênio entre Bernardo Silva, Ricardo Pereira e ele mesmo que originaram o seu golo. Hoje esteve bem, veremos contra os States, vai ser mais complicado, visto que estes produzem demasiada poluição sonora

Ricardo Pereira-Fez uma grande segunda parte, bastante superior à do seu companheiro João Cancelo. Criou algumas boas oportunidades e uma quantidade de subidas no terreno bastante interessantes. Realizou bons sprints e triangulações junto de Bernardo Silva e no final com Gelson Martins. Para mim merece a titularidade frente aos Estados Unidos visto que com a sua velocidade pode quebrar a “Wall” dos Estados Unidos. Quem sabe

Gelson Martins-Com um jogo de pés fabuloso e uma visão fantástica, o futuro da seleção parece estar muito boas mãos. Fez um grande jogo ( para quem jogou cerca de 34 minutos ). Muitas fintas que explodiram a defesa adversária, triangulou muito bem com os seus companheiros Ricardo Pereira, Bruma e até com André Silva. Novidades ? Nenhuma. Apenas mais uma boa prestação deste jovem

Bruno Fernandes-Como o jogo era contra esta Arábia Saudita, caso este decidisse lançar uma das suas habituais bombas poderia ser considerado racismo e afastado do futebol durante 2 anos. Por isso tomou precaução e decidiu nem aparecer no jogo

Edgar Ié-Quem é este miúdo ? Jogou ? Só vi que sai o Pepe, mas a que posição joga ? Não era a ponta de lança ?

Bruma-Conseguiu ser mais ativo que alguns dos seus companheiros. Fez um remate à trave e ainda criou boas oportunidades nos poucos minutos que jogou. No total fez um jogo razoável

Rúben Neves-Nãoo, nunca nem vi. Que dia foi isso mesmo ? Não

Conclusão

Bem, parece que jogar contra 11 Estacas possivelmente perigosas e com um jogo de pés explosivo é mais fácil do que parece, mas marcar ? Marcar não é connosco, nós preferimos empates. Empates é mais seguro. #RumoAoEmpate #MundialSoComEmpates

[Total: 1    Average: 5/5]